O Povo News

Sessão em Salvador comemora o dia Nacional do radialista

 

Amadeu Ferreira / NL

 

Inconformado com a decisão do governo federal de mudar o Dia Nacional dos Radialistas de 21 de setembro, em referência à data em que o ex-presidente Getúlio Vargas determinou o piso salarial da categoria, para 07 de novembro, dia do aniversário do compositor e radialista Ari Barroso, o vereador e radialista Leandro Guerrilha (PSL) instituiu, o Dia Municipal do Radialista como 21 de setembro. Autor do Projeto de Lei nº 8.611/14, ele promoveu na tarde desta sexta-feira (19) sessão especial na Câmara de Salvador para comemorar a data.

 

Os vereadores Pedrinho Pepê (PMDB) e Alcindo da Anunciação (PT), também radialistas, participaram da mesa diretora do evento e parabenizaram Guerrilha pela iniciativa. Com 21 anos de atividade profissional, Leandro Guerrilha fez questão de declarar: “Eu estou vereador por causa do rádio, mas o que eu sou mesmo é radialista”.

 

RÁDIO AM NA UTI

 

Infelizmente, lamentou Leandro Guerrilha, a categoria não tem o que comemorar: “Os profissionais estão perdendo seus empregos e as rádios sendo arrendadas. No caso das comunitárias, as chamadas rádios poste, a situação é ainda pior porque até hoje não foram regulamentadas”. O vereador criticou ainda a ameaça de extinção das rádios AM, que segundo ele “estão na UTI porque o governo federal não teve a capacidade de digitalizar o segmento”. E se isso acontecer, alertou, “toda a história do rádio estará perdida”.

 

A sessão foi aberta com a exibição de um vídeo sobre a importância do rádio no dia a dia das pessoas. Em seguida Leandro Guerrilha pediu um minuto de silêncio em homenagem a vários jornalistas baianos que morreram nos últimos anos. Pedrinho Pepê ressaltou que o projeto de Guerrilha foi aprovado na Câmara por unanimidade. Já Alcindo chamou atenção para o poder da rádio: “É um veículo tão poderoso que quando foi criado só os militares podiam ter acesso”.

 

Leandro Guerrilha se disse emocionado por ter na mesa do evento tantos ídolos do rádio baiano: Everaldo Monteiro, presidente do Sindicato dos Radialistas (Sinterp); Jota Zô (da Piatã FM, Metrópole e Alegria); Beto Mendes (rádio comunitária Satélite); Rui Spínola (Nova FM); André Spínola (Rádio 100); Almir Santana (Tudo FM); Paulinho FP (comunitária Copacabana); e Jamil Calheiros.

Compartilhe nas redes sociais:

Leia mais

Processo contra deputados
BF-770x535
ibametro-teste-balanca-rodovia-baiana
Demarcação terra indigena
RuiCosta-03abr204
Acao MPF
Bicho preguiça resgatado
post-1713389641
6d4f41e9-3db8-4519-87ea-83693d3cd5e6
idosos-beneficios-carteira-do-idoso-cadastro-unico-cadunico
mor
senado