O Povo News

Nova Viçosa: Garis comemoram 30 dias com carteira de trabalho assinada após de 12 anos sem registro

Os colaboradores da limpeza pública do município de Nova Viçosa, mais conhecidos como “garis”, estão vivendo um momento novo no seu ambiente de trabalho, a certeza de terem, após uma jornada de longos doze anos de espera, suas carteiras de trabalho assinadas e seus vencimentos depositados em uma conta bancária. O município de Nova Viçosa não exigia o registro em carteira dos colaboradores da limpeza pública, as empresas responsáveis não cumpriam a legislação e o trabalhador desempenhava as suas funções de forma ilegal, recebendo seus vencimentos em envelopes, pagos em suas casas sem nenhuma garantia de direitos.

“Eram nessas condições que se encontravam uma das mais importantes classes trabalhistas, os “garis”, do município de Nova Viçosa. Desde o primeiro dia de mandato não medimos esforços para que a empresa Construpoli, responsável pela limpeza pública no município garantisse o registro em carteira dos seus colaboradores, respeitando assim os direitos trabalhistas e valorizando o servidor”, disse o prefeito Manoel Costa Almeida ‘Manoelzinho’.
“Não vejo, de verdade, motivos para alardear, nós não estamos fazendo nada de mais, tudo isso é apenas garantir o direito desses trabalhadores, a ação causou esse alvoroço todo pois há tempos tratar com dignidade o servidor de Nova Viçosa tem sido apenas promessa de campanha. Nossa gestão não olha para o retrovisor, se faziam errado é problema deles, essa nossa administração tem como meta resgatar a autoestima do nosso povo, nós vamos fazer muitas obras, gerar muito emprego, mas tratar bem nossa gente tem que ser meta como legado”, completa.
Além do registro profissional, os colaboradores da limpeza pública passaram a trabalhar uniformizados e portando EPIs (equipamento de proteção individual) e contam com uma ajuda de custo repassada a eles na forma de uma cesta básica.
A colaboradora Atenaete Silva, garante que a maior dificuldade antes eram as incertezas. “Nós trabalhávamos, mas sempre sujeitos a todo tipo de abuso, pois se não fosse mediante aquelas condições no outro dia não tínhamos mais emprego, e o pior, não tínhamos a quem recorrer. Tenho amigos que estão até hoje adoentados e não podem ser assistidos pois não eram registrados, sei que estão dizendo que Manoelzinho não está fazendo nada além da obrigação dele, pode até ser, mas agradeço muito, pois há doze anos que ninguém cumpria com suas obrigações nesse município, não é pela carteira assinada, e por nos tratar como gente”, falou.
 

Compartilhe nas redes sociais:

Leia mais

Imagem do WhatsApp de 2024-07-19 à(s) 06.07
Imagem do WhatsApp de 2024-07-18 à(s) 07.34
OIF
2344er
agora3_33
download
FmxpEXGWQBYF6ba
1000386008-300x200
R
governador-jeronimo-divulgacao-GOVBA-1000x530-1-e1705379913161-1728x800_c
Imagem do WhatsApp de 2024-07-17 à(s) 11.46
R