O Povo News

Jovem é preso suspeito de estupro virtual após exigir que professora mandasse vídeos íntimos para ele

Uma mulher procurou a polícia desesperada  e aos prantos e afirmando que preferia se matar do que ter imagens íntimas dela divulgada nas redes sociais. a vítima procurou a Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Cibernéticos (Dercc), em Goiânia. Segundo a delegada Sabrina Leles, a jovem de 25 anos contou que havia conhecido o suspeito pela internet há poucos dias e, após trocar “nudes” com ele, o investigado começou com as ameaças.

“Por ser professora do ensino infantil e por ter um filho ainda pequeno, ela estava com muito medo de ser exposta, contou a delegada.

O jovem de 27 anos foi preso em Pires do Rio, na região sudeste de Goiás. na manhã da última quinta-feira (24), suspeito de praticar estupro virtual.

Segundo a Polícia Civil, por um aplicativo de mensagens ele ameaçava divulgar vídeos íntimos de uma professora caso ela não continuasse mandando o conteúdo para ele.

O nome do investigado não foi divulgado pela Polícia Civil.

Em prints de conversas o suspeito chegou a pedir um vídeo de quatro minutos para a vítima e, quando ela recusou fazer o conteúdo, ele a ameaçou e proferiu xingamentos. Segundo a delegada, ele chegou a exigir que a professora dissesse o nome dele durante as gravações para que ele tivesse certeza de que era ela quem estava gravando.

Diante dessa situação, após realizar algumas diligências, a polícia conseguiu identificar o suspeito como sendo morador de Pires do Rio, onde ele foi preso em flagrante. Em seguida, ele foi conduzido à Dercc, onde foi autuado por estupro consumado, na modalidade virtual.

Segundo a delegada, se condenado, ele pode pegar até 10 anos de prisão.

Fonte: Jornal Anhanguera

Compartilhe nas redes sociais:

Leia mais

Processo contra deputados
BF-770x535
ibametro-teste-balanca-rodovia-baiana
Demarcação terra indigena
RuiCosta-03abr204
Acao MPF
Bicho preguiça resgatado
post-1713389641
6d4f41e9-3db8-4519-87ea-83693d3cd5e6
idosos-beneficios-carteira-do-idoso-cadastro-unico-cadunico
mor
senado