O Povo News

Dia do cortador de cana de açúcar 16 de janeiro

A cana de açúcar produzida no Brasil corresponde a 45% da produção mundial de etanol, sendo a maior porcentagem do globo. A data de 16 de janeiro foi escolhida como o dia do cortador de cana de açúcar, profissional essencial no processo de cultivo.

A título de curiosidade, a monocultura da cana foi a primeira atividade econômica que se desenvolveu no país, realizada durante muitos anos em condições precárias, sem qualquer respaldo.

Ainda que a realidade tenha melhorado ao longo do tempo, ainda há muito a evoluir. Confira a seguir um pouco da trajetória dessa profissão.

História da profissão de cortador de cana de açúcar

A cana de açúcar é originária do continente asiático, mas chegou ao Brasil através da colonização portuguesa, durante o século XVI. Através dessa cultura se fabricam o açúcar refinado e o álcool para o etanol.

No nosso país, como já destacamos, o cultivo assumiu um papel de relevante importância. Por essa razão, se mostra de extrema necessidade a atividade de cortador de cana de açúcar.

A profissão surgiu há aproximadamente 500 anos e atualmente são cerca de 300 mil profissionais em todo o território brasileiro, fazendo jus a homenagem que é o dia do cortador de cana.

Basicamente, como o próprio nome sugere, o cortador de cana, também conhecido por boia-fria, tem a função de cortar a cana dos canaviais que servirá para a produção de combustíveis e do açúcar.

Cada um deles assume uma fileira da plantação e, conforme são cortadas, formam-se pilhas que são posteriormente medidas por um fiscal.

A remuneração se dá por metro cortado, ou seja, não há um valor fixo e depende muito da quantidade de trabalho e obviamente, da qualidade da lavoura.

Quais os desafios enfrentados pelos profissionais?

Como já mencionamos, o salário depende da quantidade de cana que foi cortada, por esse motivo, os profissionais enfrentam jornadas que muitas vezes chegam a 20 horas diárias, muito exaustivas.

Além disso, tal fato colabora para uma competitividade negativa entre os trabalhadores, que cada vez mais se desgastam para obter algum lucro.

Atrelado a isso, as condições também são precárias, abaixo do sol, em muitos casos poucos equipamentos de segurança são utilizados, a alimentação é pobre e sequer há saneamento básico.

Confirmando o cenário apresentado, entre os anos de 2003 e 2013, aproximadamente 11 mil canavieiros foram encontrados em situações análogas ao trabalho escravo.

Qual a importância do dia do cortador de cana de açúcar?

Para entender a importância desse profissional, basta verificar os dados. No território nacional, existem em torno de 4,5 milhões de hectares de terras onde é cultivada a cana de açúcar. Só em São Paulo, a atividade equivale a 35% do PIB do agronegócio.

Mesmo que algumas tecnologias tenham se desenvolvido com o decorrer dos anos, o corte manual ainda é essencial, motivo pelo qual os trabalhadores são de extrema importância para a produção rural, como também pela economia brasileira.

Assim, é necessário reconhecer e respeitar o valor da profissão, homenagear através do dia do cortador de açúcar e cada vez mais buscar medidas que melhorem as condições em que o trabalho se desenvolve.

Compartilhe nas redes sociais:

Leia mais

lula-e-lira
1_g20-35126769
bolsonaro-1
Deam Porto Seguro
IMAGEM_NOTICIA_1
nova-carteira-de-identidade-20191014-1133710293
doleira_nelma_kodama
Cristiano-Zanin-
DHFSHDSH
20240220_091958
Site-Sebrae-Redesoft
csm_crianca_desaparecida_pixabay_8a9c0285ea