O Povo News

Animais soltos em rodovias do Extremo Sul já causaram 12 acidentes no primeiro semestre de 2023

Somente no primeiro semestre deste ano, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) já registrou 175 casos de animais de grande porte, como vacas e cavalos, em rodovias do Extremo Sul baiano. A presença de animais nas estradas representa risco aos motoristas que trafegam nos trechos urbanos das rodovias e pode causar ou agravar acidentes como atropelamentos de animais.

De janeiro até junho, 503 animais tiveram que ser retirados das rodovias pela PRF, objetivando mitigar o risco de acidentes nos municípios de Eunápolis, Porto Seguro, Itabela, Itamaraju, Teixeira de Freitas, Nova Viçosa, Mucuri e Caravelas.

No mesmo período, 12 acidentes foram causados pela presença de animais na pista, com quase 40% dos casos envolvendo motocicletas. Em um único dia, a PRF chegou a manejar da pista para um local seguro 50 animais na cidade de Teixeira de Freitas.

 

Acidentes

Nos casos mais recentes, um motociclista de 22 anos ficou gravemente ferido na BR-101, no perímetro urbano de Teixeira de Freitas. A CG 150 FAN seguia em direção a Posto da Mata quando atingiu um cavalo. O condutor foi socorrido ao Hospital Regional de Teixeira de Freitas.

Outro caso envolvendo animais de grande porte ocorreu na BR-418, no perímetro urbano de Posto da Mata. A condutora da motocicleta CG 160 Fan de 20 anos, sofreu lesões graves ao colidir com uma vaca.

 

Dono do animal é responsável

Segundo o delegado regional da Polícia Civil, Paulo Henrique de Oliveira, nos casos em que o dono do animal for identificado e comprovada a negligência, ele poderá ser responsabilizado por homicídio culposo, quando não há a intenção de matar. A Polícia Rodoviária Federal informa que quando o responsável pelo animal é identificado, um termo circunstanciado é confeccionado e encaminhado à justiça.

A PRF informa que reuniões estão sendo feitas com as instituições públicas para discutir melhorias e, assim, diminuir a incidência de casos de animais soltos em vias públicas da região.

A orientação das autoridades para os motoristas, ao avistarem um animal na pista, é reduzir a velocidade e ligar o pisca-alerta. Além disso, devem denunciar as situações pelo telefone da PRF, o 191, em rodovias federais.

 

Fonte e foto: Ascom/PRF

Compartilhe nas redes sociais:

Leia mais

Ao-apresentar-um-ou-mais-sintomas-da-Dengue-e-imprescindivel-que-a-pessoa-procure-um-servico-de-saude-para-diagnostico-e-tratamento-adequado
buzu-obitos-1-1
stf-foto-divulgacao
01HV4N7Y4VV8557B82P3QDS2QT
download
incendio-Amazonia1
dengue
Lula
SergioMoro-Podemos-Filiacao-Candidatura-Presidente-AlvoaroDias-RenataAbreu-39-scaled-1-848x477-1
1664292344633315f8bf64b_1664292344_3x2_md
20240409_102426
Carros-transito