O Povo News

Aeroporto de Caravelas deve ser reativado para fortalecer o turismo da Costa das Baleias

O Aeroporto de Caravelas, no Extremo Sul do Estado, é mais que uma oportunidade de favorecer o turismo na Costa das Baleias, é a viabilização de se manter viva a história do Brasil. Fundado há mais de 70 anos pelo Governo Brasileiro em acordo com os Estados Unidos da América, devido à localização em faixa intermediária do litoral do país, a estrutura funcionou como base aérea militar das forças aliadas durante a Segunda Guerra Mundial. A estratégia foi situar o aeroporto a meio caminho da faixa litorânea entre os estados do Rio Grande do Sul e do Maranhão e, assim, Caravelas foi a cidade escolhida. Conserva a arquitetura militar da época, identificada por paredes espessas e arcos.
No final do ano de 2007, o aeroporto foi interditado pelo Ministério da Aeronáutica devido às más condições na pista. Mas, entre 2010 e 2014 o aeroporto passou por requalificação. Serviços de roçagem e limpeza de todo o sítio aeroportuário, instalação de nova cerca patrimonial e nova biruta, correções no Parque de Abastecimento de Aeronaves (PAA), sinalização vertical e restauração do Terminal de Passageiros (TPS). As duas pistas também foram recuperadas.
Em 22 de agosto de 2015 a administração do Aeroporto do município de Caravelas, antes em poder da Força Aérea Brasileira para fins militares, passou a ser de responsabilidade do governo do estado, que, na ocasião, informou que para iniciar o funcionamento das rotas comerciais, o governo estadual aguardaria a homologação por parte do governo federal, e, depois, realizaria licitação para escolha de empresa privada que administraria o aeroporto, que foi realizada e vencida pela empresa São Francisco, a qual está em processo para terceirizar a administração do aeroporto.
Circula nas redes sociais um pedido para que todos apoiem a lute em prol do aeroporto de Caravelas, em situação de abandono, depredado por vândalos e tomado por mato. O prefeito de Caravelas, Sílvio Ramalho, em conversa com o Foco no Poder, informou já ter feito diversas viagens a Salvador na tentativa de viabilizar o funcionamento do aeroporto no Município. Empenhado em resolver o problema, ele sugere, inclusive, diante do posicionamento estratégico do aeroporto, que ele possa ser reestruturado a fim de se tornar uma espécie de estacionamento de aeronave, e, em comparativo ao serviço ofertado nos grandes centros, poderia ser 10 % do que custa em centros maiores. A estrutura poderia, também, “servir de oficina para reparos de aeronaves. Poderiam, ainda, dotar o aeroporto de equipamentos necessário para que possa ser um ponto estratégico de apoio”, disse Sílvio, que destacou estar fazendo “uma cobrança para que aeroporto entre em atividade” junto às autoridades responsáveis.
O gestor pontua ainda que o uso do aeroporto de Caravelas para voos regulares poderia ser uma alternativa mais econômica para impulsionar o setor, porque, atualmente, quando o aeroporto de Teixeira não dá teto para pouso devido as condições da pista, as conexões são feitas em Porto Seguro, mais longe e, consequentemente, mais caro. Caso o aeroporto de Caravelas comece a funcionar, essas conexões seriam lá realizadas e, com sua localização privilegiada, reduziria custos e favoreceria a logística tanto para transporte de passageiros, quanto para cargas de produtos exportáveis produzidos no Extremo Sul, a exemplo do aeroporto de Juazeiro/Petrolina, que utiliza o aeroporto para exportar as frutas que a região produz.
Restam repostas por parte da empresa São Francisco sobre os planos que tem para o aeroporto, porque o prefeito Sílvio Ramalho está fazendo sua parte como administrador que ouve os anseios da população regional e a reivindicação dos turistas que vêm à Costa das Baleias, sobretudo, na alta temporada: lutando para que o Aeroporto de Caravelas entre em funcionamento, um desejo externado não somente pelos caravelenses, mas por toda região, que irá se beneficiar, principalmente, “com o incentivo do turismo, uma vez que dispomos das praias mais pitorescas, com águas mornas da Costa brasileira, além do arquipélago de Abrolhos. O turismo é o nosso grande potencial para desenvolver a região de forma sustentável, e temos que potencializar isso”, finalizou o prefeito.
 

Compartilhe nas redes sociais:

Leia mais

Imagem do WhatsApp de 2024-07-19 à(s) 06.07
Imagem do WhatsApp de 2024-07-18 à(s) 07.34
OIF
2344er
agora3_33
download
FmxpEXGWQBYF6ba
1000386008-300x200
R
governador-jeronimo-divulgacao-GOVBA-1000x530-1-e1705379913161-1728x800_c
Imagem do WhatsApp de 2024-07-17 à(s) 11.46
R