O Povo News

Acusado de vários homicídios em Teixeira é assassinado com 19 tiros no rosto

Gabriel Nascimento de Jesus, 26 anos, conhecido como “Baianinho”, foi assassinado com pelo menos 19 tiros no rosto, no meio da rua em Iconha, no bairro Jardim da Ilha, em frente à igreja Assembleia de Deus, na manhã desta quinta-feira (18), por volta das 06h58. Informações colhidas no local dão conta de que  os criminosos chegaram em um veículo Ágile, de cor vermelha e abordaram o Gabriel, quando ele se deslocava para o trabalho na Carrocerias Colorado, também em Iconha.

Os autores do crime atiraram e fugiram, abandonando o veículo na Rodovia Jorge Feres, em Piúma/ES. De acordo com o cabo da Polícia Militar Jailton Moraes, que trabalha na apuração do caso, um veículo branco teria dado fuga aos assassinos, mas eles foram presos quando seguiam para Vitória/ES.

 

“Encontramos o Ágile usado pelos assassinos. A placa indica que o carro é do Ceará, mas ela não confere com o chassi”, explicou o militar.

Ainda segundo o cabo da PM, o veículo está sujo de sangue e existem dois projeteis no interior, sendo um deflagrado e outro intacto. “Nós não mexemos no carro porque estamos aguardando que a perícia faça isso”, acrescentou. Ainda segundo o militar, o Gabriel morava há cerca de três meses no bairro onde foi executado. Ele tinha parentes na cidade e havia um mandado de prisão em aberto por homicídio em Teixeira de Freitas, na Bahia”.

As informações iniciais são de que ele teria sido vítima de execução por pelo menos dois tipos de armas de fogo e mais de um atirador, já que dois projéteis diferentes foram encontrados no local.

A polícia isolou o local, acionou a perícia da Polícia Civil, que segue investigando o crime. A informação extraoficial é de que Gabriel, além do homicídio, teria uma extensa ficha criminal na Bahia, inclusive seria fichado na Lei Maria da Penha, aplicada aos que cometem violência contra a mulher.

Os dois suspeitos do crime foram encaminhados para Delegacia de Iconha e serão autuados por homicídio. A mulher da vítima também prestou esclarecimentos. Segundo apurou a reportagem do Liberdade News, Gabriel fazia parte de uma facção criminosa que atuava no Bairro Castelinho. Um dos homicídio atribuidos ao Gabriel é do Cabo do Salgado, um comerciante do Bairro Castelinho.

Compartilhe nas redes sociais:

Leia mais

Processo contra deputados
BF-770x535
ibametro-teste-balanca-rodovia-baiana
Demarcação terra indigena
RuiCosta-03abr204
Acao MPF
Bicho preguiça resgatado
post-1713389641
6d4f41e9-3db8-4519-87ea-83693d3cd5e6
idosos-beneficios-carteira-do-idoso-cadastro-unico-cadunico
mor
senado