O Povo News

SSP reforça ações na região de Potiraguá para evitar novos conflitos

O governador Jerônimo Rodrigues convocou, no início da noite de domingo (21), uma reunião com parte do secretariado e comandantes de forças de segurança para monitoramento e alinhamento da atuação dos órgãos estaduais envolvidos na resolução do confronto ocorrido entre fazendeiros e indígenas em Potiraguá, no sudoeste da Bahia.

Equipes de unidades especializadas das Polícias Militar e Civil foram enviadas pela Secretaria da Segurança Pública, no domingo, para região de Potiraguá. O objetivo é impedir novos conflitos entre indígenas e ruralistas, além de auxiliar na investigação dos crimes graves contra a vida.

O conflito se deu em tentativa de retomada de um terreno, na manhã de domingo, na zona rural do município de Potiraguá. Durante ação de um grupo denominado Movimento Invasão Zero, a indígena Maria de Fátima Muniz de Andrade foi assassinada com disparos de arma de fogo e o cacique Nailton Muniz Pataxó acabou atingido e segue internado.

Jerônimo pontuou a atuação das forças de segurança na região e se solidarizou com a morte da indígena Maria de Fátima Muniz de Andrade. “Meus sentimentos e solidariedade à família e a toda comunidade indígena da Bahia e do Brasil. É inaceitável qualquer tipo de violência, contra qualquer comunidade. E quero afirmar o rigor na apuração e na punição dos culpados”, declarou o governador, que esteve em contato com o presidente Lula e ministros do governo federal durante todo o dia.

 

Fazendeiros presos

Policiais militares e civis do Batalhão de Choque e da CATI, entre outras unidades, atuarão por tempo indeterminado na região. As investigações estão em curso e envolvem agentes de departamentos como de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP) e da Coordenação de Conflitos Fundiários (CCF).

Dois fazendeiros foram presos e autuados por homicídio e tentativa de homicídio. Quatro armas de fogo e munições foram apreendidas com a dupla. As pistolas e revólveres foram encaminhados ao Departamento de Polícia Técnica (DPT), para perícia.

Flechas e foices encontradas no local também foram recolhidas e apresentadas na Delegacia Territorial (DT) de Itapetinga e encaminhados posteriormente, para o Departamento de Polícia Técnica.

A delegada-geral da Polícia Civil, Heloísa Brito, destaca o trabalho das equipes durante a ocorrência e garante a continuidade da atuação das equipes na elucidação dos fatos. “A necropsia já foi concluída e, do corpo da vítima, foi extraído um projétil que é compatível com as armas apreendidas. Obviamente, é o exame de microcomparação balística que vai dizer a quem, de fato, pertenciam aquelas armas, mas há indicativos neste sentido. Além disso, deslocamos reforços de Vitória da Conquista de uma equipe de investigadores, além da equipe da Coordenação de Conflitos Fundiários, para fazer oitivas de todas as vítimas”, enfatizou a titular da Polícia Civil.

 

Fonte: Ascom/GOVBA – Foto: SSP-BA

Compartilhe nas redes sociais:

Leia mais

lula-e-lira
1_g20-35126769
bolsonaro-1
Deam Porto Seguro
IMAGEM_NOTICIA_1
nova-carteira-de-identidade-20191014-1133710293
doleira_nelma_kodama
Cristiano-Zanin-
DHFSHDSH
20240220_091958
Site-Sebrae-Redesoft
csm_crianca_desaparecida_pixabay_8a9c0285ea