O Povo News

Denúncia: Milhares de caixas de remédios são jogadas no lixo enquanto falta medicação nos Postinhos em Teixeira

Enquanto pacientes da rede pública de saúde de Teixeira de Freitas-BA, reclamam da falta de medicamentos nos dois únicos hospitais públicos do município, Unidade de Pronto Atendimento 24 Horas (UPA 24H), e Unidades Básica de Saúde- UBS-, a gestão municipal descarta milhares de caixas de medicamentos, que poderiam ter sido usados no ano de 2021.

“Infelizmente esses medicamentos ficaram estocados à espera de vencer o prazo de validade, que em média é de 3 anos, para que assim a prefeitura pudesse justificar uma nova licitação, para compra de remédios!”

“Pra mim isso é uma máfia, entre eles, não tem outro nome!”, afirmou a nossa fonte

Pelo menos foi isso que afirmou uma de nossas fontes, dentro da Secretaria Municipal de Saúde, que pediu pra ter sua identificação mantida sob sigilo, por medo de represálias do prefeito Marcelo Belitardo.

O denunciante afirmou que milhares de caixas de medicamentos que deveriam ser distribuídos na Atenção Básica, que compreende principalmente as Unidades Básicas de Saúde -UBS, foram mantidas em um depósito da prefeitura municipal de Teixeira de Freitas.

Essa medicação teria sido adquirida ainda na gestão anterior, mas como toda medicação, tem em média 03 anos de validade, não faz sentido ter sido mantida sob estoque, enquanto faltava medicação nos postinho de saúde.

Ou seja!

“Se venceu em janeiro de 2022, esses medicamentos passaram todo o ano de 2021, estocados, enquanto estavam ainda há 12 meses dentro do prazo de validade, e poderiam ser utilizados pela rede pública, abastecendo as farmácias das Unidades de Atenção Básica!”, afirmou o denunciante. 

As fotos que segundo o denunciante evidenciam o descarte de toda essa medicação, foram tiradas dentro de um imóvel alugado pela prefeitura municipal, localizado na Av das Nações, e todos os dias é ordenado à algumas funcionárias da Secretaria de Saúde, que façam o descarte de forma fracionada e progressiva.

No entanto de pequenas quantidades de medicamentos, sem chamar muito a atenção das pessoas, e que logo em seguida, um veículo de uma empresa responsável pela destinação final dos medicamentos, faz a coleta de dezenas de sacos cheios de remédios, e os levam para a incineração.

Ainda segundo o denunciante, o Alvará Sanitário do Almoxarifado deste local, aonde estão estocados os medicamentos, está vencido, mas que por orientação da administração municipal, foi pedido que a fiscalização fizesse “vista grossa”, até que o empresário que locou o imóvel à prefeitura, regularizasse a situação.

Sobre os remédios, outra fonte nos garantiu que boa parte são medicamentos de uso contínuo, como a furosemida, mas quem em sua maioria, a medicação descartada são os tradicionais utilizados na Atenção Básica, como Paracetamol, Dipirona, Amoxicilina, e litros e mais litros de Soro Fisiológico.

Versão da Prefeitura de Teixeira de Freitas!

Tentamos entrar em contato com a Prefeitura Municipal de Teixeira de Freitas, por meio de sua Assessoria de Comunicação, para que pudessem comentar o caso, mas até o fechamento dessa matéria, não havíamos obtido êxito. Fica por tanto aberto o espaço para que o executivo municipal possa dar a sua versão dos fatos.

Por Leo Feitosa/opiniãopública

Compartilhe nas redes sociais:

Leia mais

1_celia_e_sonia-35216099
mendonca
Lula-PPA-19-04-23-848x477
LPG_Bahia_27-09-23
images
lula-960x640
maxresdefault
84875474-e422-45a1-b240-8b5a15bcba55_971x666
Dengue-750x400
shutterstock_2188298169
170871393565d8e7cf60994_1708713935_1x1_md
exercito-3