O Povo News

Assédio eleitoral é crime e será combatido civilmente e penalmente, diz Moraes

Moraes disse que se reunirá com federações do comércio e da indústria para tratar do tema

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Alexandre de Moraes, reiterou nesta terça-feira que assédio eleitoral é crime e, como tal, será combatido civilmente e penalmente.

“O combate à desinformação é completado pelo combate ao assédio eleitoral para que o eleitor possa com sua consciência escolher o melhor candidato”, afirmou o ministro.

O ministro se reuniu nesta terça-feira (18) com os procuradores gerais do Ministério Público Eleitoral (MPE) e do Ministério Público do Trabalho (MPT) para alinhar um combate mais efetivo à prática. Na reunião, foi decidido que a comissão de combate à desinformação do TSE participará, por meio de inteligência e troca de informações, junto com os ministérios públicos para coibir o assédio eleitoral, principalmente nas redes sociais.

Moraes disse que se reunirá com federações do comércio e da indústria para tratar do tema. “Temos que banir esse absurdo que é o assédio eleitoral”, ressaltou.

O número de denúncias explodiu no segundo turno das eleições e dobrou na última semana, chegando a 447 em mais de 400 empresas. Em 2018, foram 218 denúncias em 98 empresas.

Compartilhe nas redes sociais:

Leia mais

dino-antonio-augusto-sco-stf-scaled
Imagem do WhatsApp de 2024-05-20 à(s) 18.43
2023-05-22-1
divulgação-coro-e-iniciacao
dinheiro-1024x615-1
dengue-1
cama-madeira-830x468-1
aculturadonordeste-160103104704-thumbnail
Imagem do WhatsApp de 2024-05-20 à(s) 18.29
Imagem do WhatsApp de 2024-05-15 à(s) 16.07
R
20240515075732574514i