O Povo News

Após passaportes, falta de dinheiro deverá atingir órgãos de segurança

 

A suspensão da emissão de passaportes pode ter sido a primeira de uma série de baixas que a crise orçamentária deve impingir a órgãos de segurança, de acordo com a coluna Painel, do jornal Folha.
Em memorando, o coordenador da Força Nacional, João Goulart dos Santos, pede suplementação orçamentária de R$ 120 milhões e afirma que, sem isso, será preciso desmobilizar ao menos 1.550 homens do programa. Ele diz que, com o que há em caixa, não é possível garantir o pagamento de passagens aéreas e diárias de seu efetivo.
Segundo a publicação, o documento foi enviado pelo coronel dos Santos ao Ministério da Justiça no último dia 12. Ele afirma que, mesmo se desmobilizasse até o dia 31 de julho 1.550 homens da Força, seria preciso remanejar recursos de outras áreas da pasta para cobrir o deficit de seu grupamento.
A coluna detalha que a Força Nacional apoia corporações de Estados e municípios em situações de urgência ou calamidade. Hoje, parte do efetivo ajuda a conter a crise de segurança pública no Rio.
Ainda de acordo com o jornal, o Ministério da Justiça informou que “a situação está sob análise” e que, “assim que concluir as avaliações, adotará a solução cabível”. (BNews)

Compartilhe nas redes sociais:

Leia mais

images
b33d8f26-0b34-4512-9d7e-99b9e7aee276
65e3a5_2ced6cd12d7643d590013cb57d0042ae~mv2
Imagem do WhatsApp de 2024-07-22 à(s) 12.04
c78cc73a-4678-4077-981b-43ac47814362
risco-de-tempo-severo-no-sudeste-e-centro-oeste-muito-calor-e-chegada-de-uma-frente-fria-deixa-alertas-de-tempestades-1698101379794_1280
Screenshot_20240720-192427-420-644x381
Capturar
Imagem do WhatsApp de 2024-07-20 à(s) 16.57
240326_ExportaçãoManga_Marcelino_Ribeiro_mangas
loteamento
capa convite