Suzano Papel e Celulose lança marca Max Pure®, primeiro papel higiênico do portfólio da empresa

Novidade proporcionará oferta de produto de alta qualidade no Nordeste e no Norte

 

A Suzano Papel e Celulose acaba de lançar a Max Pure®, primeira marca de papel higiênico de seu portfólio. O ingresso no mercado de Bens de Consumo tem como objetivo inicial atender os consumidores das regiões Nordeste e Norte do Brasil com um produto de alta qualidade. A linha com produtos de folha simples e folha dupla chegará aos consumidores no mês de março.

“Os clientes encontrarão nos principais pontos de venda da região um papel mais macio e com ótimo rendimento, um diferencial importante para as regiões Nordeste e Norte”, afirma Fabio Prado, Diretor Executivo de Bens de Consumo da Suzano Papel e Celulose.

Os produtos da marca são fabricados nas unidades da Suzano localizadas em Mucuri, na Bahia, e Imperatriz, no Maranhão. “Vamos oferecer um produto de alta qualidade e temos certeza de que os consumidores perceberão de imediato as vantagens de escolher os papéis higiênicos da linha Max Pure®”, ressalta Prado.

A produção de papel higiênico da Suzano teve início no dia 25 de janeiro, após meses de idealização do projeto. Antes de iniciar a fabricação do produto vendido diretamente aos consumidores, a Suzano investiu na construção de duas fábricas onde são produzidos os jumbo rolls (bobinas gigantes de papel), usados na confecção do papel higiênico.

O ingresso da Suzano no mercado de papel Tissue, termo como são conhecidos os papéis sanitários, demandou investimento de R$ 540 milhões. Com a conclusão do projeto, a Suzano terá capacidade para fabricar 120 mil toneladas anuais de Tissue, das quais 60 mil toneladas serão convertidas em produtos acabados, assim como o papel higiênico.

 Aquisição da Facepa

Além do investimento na construção das duas fábricas próprias, a Suzano anunciou também a compra da Facepa (Fábrica de Papel da Amazônia S.A.), maior produtora de papel do segmento Tissue das regiões Norte e Nordeste. A aquisição, já aprovada pelo Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica), foi avaliada em R$ 310 milhões.

A Facepa possui uma ampla linha de papéis sanitários, incluindo toalhas de papel, guardanapos, fraldas, papel higiênico e lenços de papel sob diversas marcas. Toda a linha de produtos é fabricada a partir da celulose, matéria-prima de fonte renovável produzida pela própria Suzano.

 

Compartilhe:

Deixe seu comentário


Veja mais


O POVO NEWS

Fale com a gente